4º DOMINGO DO ADVENTO A

Webnode
28/10/2013 22:43

QUARTO DOMINGO DO ADVENTO – A

 

Subsídios para a preparação do comentário

DIA DO SENHOR

Domingo da mulher grávida.

Lembrando a espera de Maria, preparemo-nos para a novidade de Deus que chega para nós neste Natal. Bendigamos o Pai pela manifestação do seu Filho em nossa carne, fazendo com que toda a humanidade entre no dinamismo do seu amor e da sua fidelidade.

Celebramos a Páscoa de Jesus Cristo que acontece em todas as pessoas, grupos e situações que se engravidam de sua palavra e geram o novo entre nós.

 

 REVISTA DE LITURGIA, nr 222

- Aprofundando os textos bíblicos.

O texto do evangelho narra a origem de Jesus, cujo nome significa Deus salva. O Salvador, que nasce do ventre de Maria é o Cristo, forma grega do hebraico Messias, Ungido. Maria está comprometida com José mediante um contrato matrimonial, que durava um ano, aproximadamente. Enquanto aguarda a celebração pública do casamento, ela encontra-se grávida pela ação do Espírito Santo. José, sendo homem  justo, não quer difamar Maria, repudiando-a publicamente. Mas, ele sente-se incapaz de entender o mistério de Deus e decide fugir. Mas Deus intervém livrando José do temor e capacitando-o para a missão. José torna-se o pai adotivo de Jesus, com todos os direitos como descendente de Davi. Tudo isso é cumprimento da profecia, conforme a primeira leitura: eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho. Ele será chamado pelo nome de Emanuel, que significa: Deus conosco. A concepção virginal de Jesus realiza em plenitude essa promessa profética que surgiu no século VIII a.C. Em meio às dificuldades, causadas principalmente pela dominação imperial assíria, o nascimento de um filho do rei de Judá, Acaz, é interpretado como sinal de Deus. Na 2ª leitura, Paulo, embora não tenha sido incorporado ao grupo dos doze, é chamado de apóstolo. Ele fez também a experiência de Cristo ressuscitado, recebendo o ministério de anunciar a boa Nova a todos os povos.

 

 omemHomem 

- Atualizando

Jesus é o Emanuel, o Deus conosco, que permanece em nosso meio até o fim, impulsionando a nossa missão. Maria e José nos ensinam a cooperar com o plano da salvação de Deus.

 

- A Palavra de Deus na celebração

Irrompe na comunidade celebrante a súplica: “Céus, deixai cair o orvalho, nuvens, chovei o justo; abra-se a terra, e brote o salvador!” (antífona de entrada). A Igreja olhando para a figura de Maria, a virgem fiel, prepara-se para a celebração do mistério da encarnação-nascimento de Jesus que se aproxima.

 

LITURGIA DIÁRIA, Nr 227

O natal se aproxima e fica mais evidente nosso papel na construção de um mundo onde reine a paz e o amor. A exemplo de Maria, devemos oferecer Jesus a todas as pessoas e lutar em favor dos pobres que esperam pela grande libertação.

Apesar de nossa incredulidade, Deus, contando com pessoas generosas, não deixa de cumprir suas promessas em favor de toda a humanidade.

 

CNBB – ROTEIRO HOMILÉTICOS DO TEMPO DO ADVENTO E NATAL ANO A

No 4º domingo do Advento, é forte o anúncio da chegada de Deus entre nós, Deus-conosco, Emanuel, concebido em Maria pelo Espírito Santo, acolhido por José na fidelidade e no amor. Maria é pessoa central no tempo do Advento; na verdade, não há tempo melhor para o culto à Mãe de Deus. A alegre espera pelo Senhor está no ventre de Maria. A Igreja, vivendo com ela sua gravidez, gera vida na comunidade.

 

 

 

 

QUARTO DOMINGO DO ADVENTO – A

A virgem conceberá e dará à luz um filho; e ele será chamado Deus-Conosco

Diácono Sérgio Ferreira de Almeida

 

MONIÇÃO

Na alegria de celebrar a vinda de Deus no passado, no presente e no futuro, bendigamos o Pai pela manifestação do seu Filho no seio de Maria.

No quarto domingo do Advento, lembrando a espera de Maria e José, bendizemos o Pai pela manifestação de seu Filho em nossa carne.

O Emanuel, o Deus conosco, vem nos livrar do pecado e da morte e nos introduzir no seu Reino de Vida e de Liberdade.

 

(Antes do Ato Penitencial)

 

Ao acender a 4ª vela do Advento

 

Refrão: Ó luz do Senhor,

    que vem sobre a terra

    Clareia o universo,

    com seu esplendor.

 

A pessoa que acende a quarta vela da coroa diz: Bendito sejais, Deus bondoso, pela luz de Cristo, sol de nossa vida, a quem esperamos com toda a ternura do coração.

 

Padre: Oremos:

Agora, Senhor, estão acesas as quatro velas. A luz habita entre nós como o fez um dia, graças a uma mulher simples que ouviu a Palavra de Deus, que confiou nele e o manifestou à humanidade. O Natal está tão perto que quase o podemos tocar. A esperança está tão madura que é quase uma realidade. É aí, Senhor, entre a realidade e a esperança que queremos por os nossos corações como Maria. Que tu os enchas de luz. Luz que reflete a tua presença no mundo.

 

PRECES

 

Padre: Deus é fiel e nos envia seu Filho nascido de Maria. Com alegria, apresentemos a Ele nossas preces, dizendo: VINDE, SENHOR JESUS.

 

1. Pelos bispos, padres e diáconos, para que o Natal os torne novas criaturas, rezemos.

R:

 

2. Pela humanidade, para que creia em Jesus, sinal definitivo do amor de Deus, rezemos.

R;

 

3. Pelos que resistem a Cristo, para que o nosso testemunho os leve a aceitá-lo, rezemos.

R:

 

4. Pelos que passam por provações para que busquem força e consolo no Senhor, rezemos.

R:

 

5. Pelas mães grávidas, para que acolham com alegria o dom da vida dos que vão nascer, rezemos.

R:

 

Padre: Senhor Jesus Cristo, escutai nossas súplicas e, por intercessão de Maria e José, concedei-nos a graça de seguir-vos fielmente. Vós que viveis e reinais para sempre. Amém.