MISSA DA NOITE DE NATAL 2013

Webnode
29/10/2013 12:09

MISSA DA NOITE DO DIA 24 DE DEZEMBRO

 

Missal da Assembleia Cristã.

O texto da profecia de Isaias lido na noite que antecede o natal é uma pequena suma teológica. Depois de ter evocado a triste situação do povo no exílio, o profeta apresenta a salvação em seu aspecto de luz, de alegria, de libertação e completa o seu cântico com a descrição do libertador. Os últimos dois versículos são uma densa coleção de títulos: ao libertador, isto é, ao menino que nasceu para nós, são atribuídas, de modo eminente, todas as virtudes dos heróis de Israel: tem a sabedoria de Salomão, a coragem de Davi, a piedade de Moisés e dos patriarcas; é o verdadeiro Emanuel.

Segue a carta de Paulo a Tito, a quem converteu do paganismo e depois enviou como bispo à igreja de Creta onde desenvolve três pontos:

1) Dá o sentido da vinda (natal) de Cristo a nós; é a manifestação da graça de Deus e fonte de salvação.

2) Descreve com poucas palavras a obra salvífica realizada por Cristo.

3) Indica como, baseando-se nesta verdade e no exemplo de Cristo, deve orientar-se a vinda de todo cristão: renunciar ao mal, viver na justiça e na piedade e esperar o nosso grande Deus e salvador Jesus. A última expressão professa com clareza a divindade de Cristo.

Nasceu-nos hoje um salvador é o grito do evangelho. São aqui apresentados dois fatos históricos essenciais: a ida de José e Maria a Belém no tempo de Cesar Augusto e o nascimento de Jesus na pobreza. Essa narrativa, quanto ao estilo, não é de tipo bíblico, mas quanto à terminologia ressoam aos nossos ouvidos textos antigos, e tem caráter pascal: Jesus já é chamado “Cristo-Senhor” e “Salvador”. Sua natividade já cumprimento das profecias, é entretanto sempre tensão para um outro cumprimento: a Páscoa. Nesse quadro, seu nascimento pode ser anúncio de grande alegria, isto é, evangelho, porque aí não só se expõem fatos, mas se lhes dá uma interpretação salvífica.

 

Cristo Jesus, que nasce em Belém, está entre nós com os sinais pobres e simples do pão de que compartilhamos dando graças ao Pai. Como Maria e os pastores, reconheçamos e adoremos nosso Senhor.

 

 

Liturgia Diária –

Exultemos todos no Senhor: nasceu para nós o salvador do mundo, a verdadeira paz e felicidade para a humanidade. Na fragilidade da criança, contemplamos a revelação de Deus na nossa história. Deus se encarna no humano para nos tornar divinos. Feliz e santo Natal a todos!

 

Dia do Senhor

Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo. Hoje celebramos o cumprimento das promessas de Deus de realizar uma aliança com toda a humanidade e estabelecer o seu reino. Fazemos isto através de uma vigília de oração recordando o nascimento de Jesus em Belém, pobre entre os pobres. Acolhemos o anúncio dos anjos aos pastores e a promessa de paz que Jesus faz a toda a humanidade.

Celebramos a Páscoa de Jesus Cristo que acontece na ação de tantas pessoas e grupos que se colocam, de verdade, a serviço da paz e da justiça no mundo.

 

Modelo

24 de dezembro - Missa da Noite

Natal, Deus apaixona-se por nós!”

Diácono Sérgio Ferreira de Almeida

 

 

COMENTÁRIO

Nasceu-nos hoje um salvador é o grito do evangelho. Na fragilidade da criança, contemplamos a revelação de Deus na nossa história.

Cristo Jesus, que nasce em Belém, está entre nós com os sinais pobres e simples do pão de que compartilhamos dando graças ao Pai. Como Maria e os pastores, reconheçamos e adoremos nosso Senhor. Deus se encarna no humano para nos tornar divinos.

 

PRECES:

 

PR – Oremos, com espírito de fé, a Cristo Redentor, que virá ao mundo com grande poder e glória; e supliquemos: - Vinde, Senhor Jesus!

 

1. Senhor Jesus Cristo, que haveis de vir cheio de poder e majestade,

- olhai benigno para a nossa humildade e fazei-nos dignos de vossos dons. Rezemos!

 

2. Senhor Jesus, vós que viestes proclamar a Boa-Nova à humanidade,

- dai-nos anunciar sempre a vossa salvação. Rezemos!

 

3. Senhor Jesus, vós que viveis eternamente na glória celeste, e tudo governais com poder e sabedoria,

- concedei-nos aguardar com alegria a bem-aventurada esperança, enquanto aguardamos a vossa vinda gloriosa. Rezemos!

 

4. Senhor Jesus, a todos os que desejam a graça da vossa vinda,

- confortai-os com a assistência do vosso poder divino.

 

PR – Apressai-vos e não tardeis, Senhor Jesus, para que a vossa chegada renove as forças dos que confiam em vosso amor. Vós que sois Deus com o Pai, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Webnode