Sexta-Feira Santa - Ofício da Paixão (18 ABR 2014)

Webnode
12/01/2014 22:07
 

 

SEXTA-FEIRA SANTA

OFÍCIO DA PAIXÃO

(Distribuir para os fiéis o texto do salmo 30 e o texto bíblico)

 

1. CHEGADA – Silêncio – oração pessoal

 

Refrão: Deus santo, Deus forte, Deus imortal

Tende piedade de nós.

 

2. ABERTURA – Em pé, fazendo o sinal da cruz no primeiro verso.

 

- Vem, ó Deus da vida, vem nos ajudar. (bis)

   Vem não demores mais, vem nos libertar. (bis)

 

- Ó Deus santo e forte, imortal Senhor. (bis)

   Tem compaixão de nós, por teu grande amor. (bis)

 

- Cristo é o Cordeiro que foi imolado, (bis)

   o seu louvor agora seja entoado. (bis)

 

- Nossas mãos orantes, para os céus subindo. (bis)

   Cheguem como oferenda, ao som deste hino. (bis)

 

Sentados

 

3. RECORDAÇÃO DA PAIXÃO.

Da casa de Caifás levaram Jesus para o palácio do governador. Era de manhã. Os judeus não entraram no palácio para não se contaminar e assim poderem celebrar a Páscoa (Cf. Jo 18,28).

Hoje, Jesus continua prisioneiro, jogado nos porões da miséria, da indiferença, no menor abandonado; no idoso maltratado; no drogado que busca auxílio para sair do vicio e só encontra pessoas com medo de acolhê-lo.

1

Contemple na cruz de Jesus, quantos irmãos que hoje padecem pelo desprezo humano, pela falta de solidariedade, pelo descaso das autoridades.

 

- Silêncio – 7 minutos

 

Meu Pai, se é possível, afaste de mim este cálice, mas não se faça a minha vontade, e sim, a tua vontade (Mt 26,39).

É o que também nós pedimos cada vez que rezamos o Pai Nosso: seja feita a vossa vontade assim na terra como no céu.

Temos sido coerentes com a nossa oração, aceitando a vontade de Deus em nossa vida? Cristo foi obediente ao Pai até as últimas consequências, até a morte na cruz.

Como vivemos os nossos momentos de dor, de sofrimento, de conflito interior?

Cristo foi capaz de dar um salto de qualidade. Abandonou-se nas mãos do Pai. “Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito”.

Também nós somos capazes de dar este salto de qualidade, entregando nossa vida nas mãos de Deus principalmente nas horas em que nos sentimos abandonados?

 

Continue olhando para a cruz. Contemple a dor de Jesus. Pense na sua atitude ao entregar-se nas mãos do Pai.

 

- Silêncio - 7 minutos

 

4. SALMO 30

 

Refrão: Ó Pai, em tuas mãos eu entrego o meu esrito.

Senhor, eu ponho em vós minha esperança;*

que eu não fique envergonhado eternamente!

Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu esrito,*

porque vós me salvareis, ó Deus fiel!

 

Refrão: Ó Pai, em tuas mãos eu entrego o meu esrito.

2

Tornei-me o opróbrio do inimigo,*

o desprezo e zombaria dos vizinhos,

e objeto de pavor para os amigos;*

fogem de mim os que me em pela rua.

 

Refrão:

 

A vós, porém, ó meu Senhor, eu me confio,*

e afirmo que só vós sois o meu Deus!

Eu entrego em vossas mãos o meu destino;*

libertai-me do inimigo e do opressor!

 

Refrão:

 

Mostrai serena a vossa face ao vosso servo,*

e salvai-me pela vossa compaixão!

Fortalecei os corações, tende coragem,*

todos vós que ao Senhor vos confiais!

 

Refrão:

 

Releia em silêncio este salmo. Medite cada palavra no seu coração.

 

- Silêncio - 7 minutos

 

Repita o versículo que lhe tiver tocado o coração.

 

5. LEITURA BÍBLICA – Isaias 52,13-15. 53,2-3.

Da profecia de Isaias:

 

Ei-lo, o meu servo será bem sucedido; sua ascensão será ao mais alto grau. Assim como muitos ficaram pasmados ao vê-lo – tão desfigurado ele estava que não parecia ser um homem

 

3

ou ter aspecto humano -, do mesmo modo ele espalhará sua fama entre os povos. Diante dele os reis se manterão em silêncio, vendo algo que nunca lhes foi narrado e conhecendo coisas que jamais ouviram. Diante do Senhor ele cresceu como broto de planta ou como raiz em terra seca. Não tinha beleza nem atrativo para o olhar. Não tinha aparência que nos agradasse. Era desprezado como o último dos mortais, homem coberto de dores, cheio de sofrimentos; passando por ele, tapávamos o rosto; tão desprezível era, não fazíamos caso dele. A verdade é que ele tomava sobre si as nossas enfermidades e sofria, ele mesmo, as nossas dores.

Palavra do Senhor.

 

A profecia de Isaias é plenamente realizada em Jesus Cristo.

 

- Releia o texto proclamado e Medite em silêncio tão grande dom de Deus - 7 minutos

- Qual versículo soou mais forte em seu coração?

 

6. PAI NOSSO

Com amor e confiança, digamos juntos, pausadamente, a oração que o Senhor nos ensinou: Pai Nosso...

 

Oração

Pai chegou a hora em que o teu Filho te glorifica. Não permitas que as trevas dominem o nosso mundo. Faze que contemplando na cruz, o amor que venceu a morte, encontremos o caminho da concórdia e da paz. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

- retirar-se em silêncio.

Fonte: Carpanedo P./Guimarães M.- Dia do Senhor – Guia para as Celebrações das Comunidades, ciclo Pascal – Apostolado litúrgico.

Ofício Divino das Comunidades, Ciclo da Páscoa – Rede Celebra)