SOLENIDADE DA EPIFANIA DO SENHOR - 06 DE JAN 2013

Webnode
29/11/2012 17:00

 

SOLENIDADE DA EPIFANIA DO SENHOR - C

PARA OS GRUPOS DE ANIMAÇÃO – MESCS E LEITORES

 
1. O QUE CELEBRAREMOS: Solenidade da EPIFANIA DO SENHOR
 
2. COMO CELEBRAREMOS?
 
a) Ato Penitencial
- Conforme a 1ª semana: Aspersão + canto: Banhados em Cristo
 
b) Cantos rituais
- Hino de louvor, Aclamações, Santo, Cordeiro :    CANTADO
- Pai Nosso – REZADO 
 
3. RITO DA MISSA – Página 389 do Missal
 
4. ORAÇÕES EUCOLÓGICAS
Orações do Dia: pag 164 do missal
Prefácio da Epifania: pag 413 do missal
Oração Eucarística I: pag  469 do missal
Bênção Final: pag 521 do missal
 
5. Anúncio das Solenidades móveis 
Após proclamação do Evangelho, antes mesmo da Homilia, o presidente da celebração fará o anúncio das solenidades móveis de 2013. 
(Pag 39 do Diretório Litúrgico).
 
Irmãos caríssimos, a glória do Senhor manifestou-se, e sempre há de manifestar-se no meio de nós até a sua vinda no fim dos tempos.
- Nos ritmos e nas vicissitudes do tempo recordamos e vivemos os mistérios da salvação.
- O centro de todo o ano litúrgico é o Tríduo do Senhor crucificado, sepultado e ressuscitado, que culminará no domingo da Páscoa, este ano a 31 de março.
- Em cada Domingo, Páscoa semanal, a Santa Igreja torna presente este grande acontecimento, no qual Jesus Cristo venceu o pecado e a morte.
Da celebração da Páscoa do Senhor derivam todas as celebrações do Ano Litúrgico: 
- as Cinzas, início da Quaresma, a 13 de fevereiro; 
- a Ascensão do Senhor, a 12 de maio;
- Pentecostes, a 19 de maio; 
- O primeiro Domingo do advento, a 1º de dezembro.
- Também nas festas da Santa Mãe de Deus, dos Apóstolos, dos santos e na Comemoração dos Fiéis Defuntos, a Igreja peregrina sobre a terra proclama a Páscoa do Senhor.
A Cristo, que era, que é e que há de vir, Senhor do tempo e da história, louvor e glória pelos séculos dos séculos. Amém.
 
6. CANTO DE DESPEDIDA 
- um canto Mariano.
 
7. SALMO RESPONSORIAL
R. As nações de toda a terra hão de adorar-vos, ó Senhor!
 
Dai ao Rei vossos poderes, Senhor Deus,
vossa justiça ao descendente da realeza!
Com justiça ele governe o vosso povo,
com equidade ele julgue os vossos pobres.
 
Nos seus dias a justiça florirá
e grande paz, até que alua perca o brilho!
De mar a mar estenderá o seu domínio,
e desde o rio até os confins de toda a terra! 
 
Os reis de Társis e das ilhas hão de vir
e oferecer-lhe seus presentes e seus dons;
e também os reis de Seba e de Sabá
hão de trazer-lhe oferendas e tributos.
Os reis de toda a terra hão de adorá-lo,
e todas as nações hão de servi-lo.
 
Libertará o indigente que suplica,
e o pobre ao qual ninguém quer ajudar.
Terá pena do indigente e do infeliz
e a vida dos humildes salvará.
 
8. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO
R. Aleluia, Aleluia, Aleluia.
 
Vimos sua estrela no Oriente
e viemos adorar o Senhor.
 
 
Webnode